sábado, 18 de fevereiro de 2017

Diário de um Trilheiro 17/02/2017

O Franz e o Fabio estavam com lanternas novas por isso surgiu à ideia de fazer uma trilha noturna mesmo que fosse pequena, mas o que queríamos era relembrar os velhos tempos que juntávamos um bando de amigos e se enfiávamos dentro das matas sem horário de volta e com a possibilidade se perde como já aconteceu.
Colocamos uma mensagem no nosso grupo do whatsapp ai o Marcão informou que também irei fazer uma trilha no Curado e que podíamos nos juntar, ótima ideia. Marcamos o encontro na UPA do Curado II às 20:00.
O grupo eram 10 aventureiros puxados por um velho amigo o Germano, quem não conhece Germano. A idéia era fazer Brennand e Santa Rosa, mas imprevistos acontece.
Na subida de Brennand onde normalmente descemos não subimos já no final o pneu traseiro da minha bike furou, ai foi preciso fazer a troca da câmera de ar para podemos continuar foi ai que um dos aventureiros notou que tinha perdido a carteira, esse foi o nosso imprevisto. O Franz aproveitou porque estava sem ritmo que iria voltar, o grupo todo precisou fazer todo o percurso que já tínhamos feito para tentar achar a carteira, mas não conseguimos. Quando chegamos ao ponto incial da trilha Eu, Fabio e Franz voltamos para o Curado e Marcos, Germano e outros continuaram a trilha.
O  bom foi rever os amigos, sentir o gostinho do que é fazer uma trilha noturna e com o inicio muito bom, parabéns ao Germano. Agradeço ao Marcos pelo o convite e principalmente a Deus por ter nos protegido, por que sem Ele não somos nada.

Gundo 17/02/2017

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Diário de um Trilheiro 12/02/2017

Hoje foi uma trilha para meditar, para escutar a natureza e esta mais próxima de Deus.

Não tinha o que fazer porque não uma trilha no meu quintal só eu e Deus, e foi isso que resolve fazer.
Acordei às 06:40h tomei um banho, coloquei minha fantasia (RS) de ciclista e tomei um café e fui para a minha aventura.
A aventura iniciou às 07:10h com 4 minutos já estava na entrada de Cova de Onça onde teríamos alguns desafio durante o percurso.
Os desafios foram ladeiras que precisa de técnica para vencê-las, foram 4.
O primeiro desafio foi após 4,13km de pedal uma ladeira de +/- 400km com 90% dela com duas faixas de +/- 50 cm de concreto que facilita, mas no final o que era para ajudar  dificulta por causa das erosões e pedras soltas foi aonde que o desafio quase me vencia.
. Após o primeiro desafio mais estradões belíssimo com uma seqüência de tobogãs e para melhorar a aventura, levei uma carreira de 4 ou 5 cachorros que só desistiram quando coloquei uma certa velocidade.
Dentro da trilha de Cova de Onça tem um percurso que chamamos Trilha da Santa, onde tem ruínas de um altar acreditamos que muito antigo. Essa percurso da Trilha da Santa é um singletrack muito massa e agora ta melhor, muito melhor. Para apimentar mais ainda esse singletrack o terreno estava úmido por causa da chuva que caiu durante a noite, por causa disso o terreno estava escorregando.
desafio quase me vencia.
O segundo e terceiro desafios são juntos, são duas ladeira que coloque o nome das ladeiras gêmeas cada uma +/- um 80m com uma inclinação boa, mas não consegui vencer esses desafios porque o terreno estava molhado e é barro vermelho, estava escorregando muito não conseguir aderência.
Agora vamos iniciar o quarto desafio é a ladeira mais longa ela tem +/- 1,2 km, o inicio dela foi difícil por conta de ter muita pedra solta o pneu derrapou muito. No final dela diferente das outra ela dá uma aliviada e com isso conseguir vencer esse desafio.
Após o ultimo desafio agora é só estradão cheio de tobogãs e por ultimo a ladeira da Boa Vista onde conseguimos vê o Curado todo. É uma decida de +/- 1 km muito boa que pode atingir uma boa velocidade.
Esse foi minha manhã de domingo com muita aventura e sem perde o foco, apreciar a natureza sem perde um detalhe. Essa aventura teve 16 km, vocês acreditam? Vocês acham pouco? Eu não sei, mas foi muito massa!
Gundo 12/02/2017 

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Diário de um Trilheiro 05/02/2017

Hoje vamos juntar varias trilhas que temos em nosso quintal.
Moro no Curado III, Jaboatão dos Guararapes/PE onde temos varias trilhas que fomos conhecendo e dando nome. Como falei no inicio hoje vamos juntar algumas trilhas e ver o que vai dá, tenho certeza que vai dá trilhas inesquecíveis.
Como é de costume nos reunimos no Posto Federal que fica ao lado da UPA do Cuarado II às 07:00h e `às 7:00h pontualmente saímos para o nosso primeiro trilha a TRILHA DE COVA DE ONÇA e a TRILHA DA SANTA.
1.       A Trilha de Cova de Onça foi a nossa primeira trilha que fizemos onde desperto a vontade de fazer trilha. É percurso de estradão a maioria coberta por arvores, isso significa que passamos a maioria do temo na sombra. Depois de explora Cova de Onça descobrimos a Trilha da Santa onde temos um dos melhores singletrack, se vocês pensam que estou exagerando venha comprovar.
Precisávamos de mais aventura foi ai que descobrimos a TRILHA DO ABACAXI VERMELHO, essa é a nossa segunda trilha.

1.       A Trilha do Abacaxi Vermelho é outra trilha show também de com singletrack ou melhor dizer, totalmente só de singletrack. Uma trilha técnica onde passamos por um riacho e ficamos seguimos um caminho bem estreito e se cair para o lado esquerdo vai rolar uma pequena ribanceira.
Saindo da Trilha do Abacaxi Vermelho pegamos o estradão de Manassu onde o nosso destino é a TRILHA DO CAJU.
1.       Trilha do Caju – Essa é uma trilha com uma boa subida, nada que um pouco de paciência e técnica não supere a subida, também com um estradão lindo e depois mais singletrack. Outra trilha que vocês têm que comprovar, não vai se arrepender.
Assim que finaliza o singletrack da Trilha do Caju chegamos no estradão de Santa Rosa que na verdade é um túnel onde as arvores se encontram e nos cobrem protegendo do sol. No estradão de Santa Rosa pegamos a direita aonde vamos dá uma paradinha para abastecer para pode prosseguir com o destino a ultima trilha a TRILHA DA AMNÉSIA.
1.       Trilha da Amnésia,  por que trilha da Amnésia? Foi aonde perde a memória durante um dia (sábado) e ainda não me lembro de nada o que aconteceu nesta trilha e durante todo o sábado. Mais uma trilha toda no singletrack, muito massa!
Não sei se vocês notaram que esses percursos são quase todo na sombra por isso que essas trilhas são muito agradável, qualquer um pode fazer mesmo sendo uma trilha que precisa de muita técnica, mas se tiver com um grupo de pessoas experientes e que tenha paciência para poder passar as dicas consegue.
Esse foi o meu domingo, ótima trilha na companhia de bons amigos e com Deus na frente de tudo.
Gundo, 05/02/2017

sábado, 21 de janeiro de 2017

Trilha Cova de Onça 2, O Retorno – 21/01/2017

O titulo é TRILHA COVA DE ONÇA 2, O RETORNO, o retorno não é porque estamos voltando para Cova de Onça, o RETORNO significa o retorno de quem estava sem fazer trilha a muito tempo.

Graças a Deus retornei as trilha com uma turma muito boa, o Gigante tinha uma duvida em relação essa trilha e terminei me oferecendo para ajudar a fazer essa trilha.



Iniciamos a trilha de lado da UPA do Curado II com o destino a Cova de onça, mudamos alguns trajetos para apimentar a trilha um deles foi fazer a TRILHA DA SANTA invertida e ficou excelente e depois pegamos a descida dos Loucos Por Bike que é um single track show, ai chegamos no rio da lavadeira para iniciar outra trilha a TRILHA DO ABACAXI VERMELHO.


Trilha do Abacaxi Vermelho é uma trilha só single track e com muitas raízes outra trilha show.
Saímos em Santa Rosa com o destino para a Prainha e por surpresa de todos grande parte da Barragem Duas Unas estava seca, seca mesmo, como nunca tinha visto.
TRILHA DA AMNÉSIA  outra trilha show que não precisa comentários. Conclusão: NÃO PRECISO SAIR DE CASA PARA FAZER TRILHA EM LUGAR NENHUM, PORQUE AS MELHORES TRILHAS ESTÃO AQUI NO QUINTAL DE CASA.....
Agradeço ao Gigante por essa oportunidade de retorna as trilha e principalmente ao nosso Deus por ter nos abençoado com um sábado tão maravilhoso.

Foram só 24 kms de trilha e de boa trilha ou da melhor trilha!